Descricao do Material Nfe x Bloco K

FórumCategoria: Fórum - Perguntas e RespostasDescricao do Material Nfe x Bloco K
Foto de perfil de Eduardo Mazur TrainiEduardo Mazur Traini perguntado 2 meses

Boa tarde,
Trabalho com sistema no ramo de Aço eu e todos meus clientes  estamos com uma duvida em relação a descricao do Material na Nota fiscal 
Exemplo Material ACO 1020 REDONDO DE 100,00 
Hoje  quando tiro uma nota fiscal eu coloco na descricao do Material ACO 1020 REDONDO DE  100,00 X 200,00 que é a medida que o cliente comprou .Pelo que tenho estudado em relação ao bloco K eu nao posso mudar a descricao do material conforme informei no registro 0200 aonde informei que o Produto se chama ACO 1020 REDONDO DE 100,00 
Para que possa colocar na descricao do jeito que o cliente pediu eu teria que gerar um sub produto conforme a medida que o cliente ACO 1020 REDONDO DE 100,00 X 200,00 ou a outra solução e  manter a mesma descricao do cadastro e colocar as medidas na observação do item sem precisar criar esse controle pois ja imaginou uma empresa cortando 1000 peças por dia  cada uma com medidas  diferentes e ter  que criar ficha para tudo isso.
Alguem pode compartilhar de como resolver essa situação pois uma empresa no ramo de aço ele quase nao industrializa, somente corta o produto na medida que o cliente precisa.e as vezes pode acontecer de fazer um tratamento no aço ai sim ele volta com outra caracteristicas 
 

3 respostas
Foto de perfil de Jorge CamposJorge Campos Staff respondido 2 meses

Caro Eduardo,
 
Não há necessidade de se gerar um subproduto. Falo com conhecimento de causa, porque, atuei numa empresa subsidiária de uma usina de aço, e trabalhávamos com aços planos, laminado a quente, frio, também, tínhamos flandres, além dos produtos oriundos dos cortes da bobinas, tais como, chapas, blanks, tiras, e até o ” subproduto” os canos.
Bem, lá tinhamos clientes que não queriam receber o produto em kgs ou un, como alguns ou em metros como outros, mas, em decâmetro cúbico, e outros queriam a notação utilizada pela matriz no México, por causa de um SAP MUNDIAL. 
Resumo da ópera, vc pode ter uma descrição ou medida comercial, mas, a unidade de estoque, deve ser mantida a mesma, assim, vc terá que gerar o que chamamos o de-para, na EFD ICMS/IPI. Assim, vc não precisa mexer no seu processo produtivo e resolve o problema no comercial, de onde ele se origina. Agora cuidado, na EFD ICMS/IPI, vc tem o registro 0205, que até pode parecer bom para esta finalidade, mas, não atende a sua necessidade, porque, ao utilizá-lo vc mexe na matriz do cadastro, vc pode utilizar o 0220, na relação 1/1, porque, não existe uma segunda unidade.
 
abs

Foto de perfil de Eduardo Mazur TrainiEduardo Mazur Traini respondido 2 meses

Jorge muito obrigado,  não sei como agradecer , to quebrando a cabeça para poder montar todo o processo do bloco k e  a sua resposta deixou as coisas mais claras.
Abs
 

Foto de perfil de Eduardo Mazur TrainiEduardo Mazur Traini respondido 2 meses

Jorge boa tarde,
Surgiu mais uma duvida no registro 0200 tem o campo tipo_item aonde informo se é 00-material revenda 01-materia prima etc
No caso do Aço eu comprei um bloco e esse bloco entrou como 00-material de revenda 
Eu simplesmente vou fatiar conforme as medidas que forem sendo vendidas 
A minha duvida esta, se eu cortar esse material vai mudar o Tipo_item
 

Foto de perfil de Jorge CamposJorge Campos Staff respondido a 2 meses

Eduardo,

Eu tinha este problema lá em 2002, comprávamos bobinas de aço para corte em tiras, chapas, blanks, mas, o comercial revendia aquelas bobinas inteiras. Na ocasião, o fisco do RJ lavrou um auto, porque, entrava como matéria prima, mas, na realidade virava uma revenda. Foi um auto simples, de escrituração, a orientação, é que a escrituração deve refletir a operação da companhia, o real ou a média de operações…isso não mudou. Esclarecendo mais um pouco, vc tinha um estoque de 22.000 ton de bobina, e que era escoado em 4 ou 5 meses, como matéria prima de chapas, blanks, tiras, tubos E, ninguém ia lá em janeiro corrigir o lançamento de uma bobina que entrou para matéria prima e foi revendida.
Sobre a sua pergunta não tem jeito, porque,o seu processo é uma industrialização, vc tem apontamentos de custeio. Ah! se não tem agora,, vc terá que criar os coletores custos. Digo isso, porque, estive em muita empresa nestes 11 anos de Bloco K, e sempre tinha um história de ” não, lançamos em despesas”. Se faz isso, não apropria créditos dos materiais intermediários.( Depende da UF, também).
Olha vou te dizer este assunto tem pano para manga, acho que vou colocar alguns temas no PODCAST do Sped Brasil. Vc já conhece o nosso PODCAST…Acho mais fácil do que ficar escrevendo, porque, o tema é bem vasto.

Segue o nosso PODCAST: https://www.spedbrasil.com.br/breakingnews/?utm_campaign=email_newsletter_220319&utm_medium=email&utm_source=RD+Station

Abs