FórumCategoria: Fórum - Perguntas e RespostasSISTEMA BRASIL-ID – NO DETALHE
Jorge Campos Staff perguntou há 5 anos

 

 

BRASIL-ID: UM SISTEMA QUE AGORA TEM A CAPACIDADE IMEDIATA DE SUPORTAR TODAS AS OPERAÇÕES OFICIAIS NACIONAIS BASEADAS NA TECNOLOGIA DE RFID

 

 
O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) passa a ter, a partir deste mês de Maio de 2017, todas as soluções e ferramentas necessárias para operar em BackOffice quaisquer tipos de operação piloto baseados na Identificação por Radiofrequência implantadas ou em implantação no país. Concentradas no CTI Renato Archer de Campinas, estas soluções permitem que, não apenas os sistemas próprios do Brasil-ID (que incluem o Canal Verde Brasil-ID), mas todos os demais como o SINIAV (Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos) e aqueles da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) possam desenvolver imediatamente operações semelhantes ou mesmo iguais àquelas implantadas pela ARTESP (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) para o caso de veículos e ainda ‘coisas’ em geral, assim como previsto no ICMS12/2013 também descrito neste portal.
Também é digno de nota que através da Aliança Brasil-ID (descrita em notícia veiculada por este portal em 13/07/2016 “Sistema Brasil-ID: Soluções Industriais e Modelo Operacional”) as soluções de semicondutores na forma de etiquetas que não utilizam baterias que se fizerem necessárias também estão imediatamente disponíveis para aplicação em pilotos em todas as versões de protocolos seguros aprovados para utilização no Brasil, complementando os elementos necessários à implantação de quaisquer destes sistemas em larga escala no país.

SISTEMA BRASIL ID

O Sistema Brasil-ID é um Sistema Nacional voltado à Identificação, Rastreamento, Autenticidade e Gestão de Dados associados às Mercadorias (Coisas) em Geral.
Este sistema confere identidade única e inviolável aos objetos (como veículos, containers, pallets e produtos) que está ligado a uma base de dados nacional que serve a múltiplas aplicações, permitindo a implementação de operações logísticas, fiscais e de meios de pagamento automatizadas, desde os processos industriais até os própriosde varejo, passando por aqueles de transporte e distribuição.
Estruturado sob um conjunto de padrões tecnológicos para Dispositivos, Middleware e BackOffice, este sistema permite interoperabilidade entre as várias aplicações enquanto reduz o custo das implantações em larga escala, permitindo que os objetos (sejam eles veículos, containers, pallets ou produtos) tenham existência e gestão na nuvem regulamentada e segura que o sistema oferece para múltiplos desenvolvedores de serviços de informação.

Soluções disponíveis:

Além dos dispositivos de identificação eletrônica sem-fio que podem estar associados a veículos, containers, pallets e produtos em geral, o sistema é composto de uma rede de sensores e soluções de classificação de objetos que enviam dados para um BackOffice central através de um Middleware. Sistemas de informação públicos e privados integrados podem também ser suportados pelo próprio Sistema de Dados do Brasil-ID.


Os componentes atuais do Sistema Brasil-ID estão todos operacionais e interligados para a pronta utilização do sistema em múltiplas aplicações em todos os segmentos dos Serviços Públicos e da Iniciativa Privada

Middleware e o Back-Office do Brasil-ID

O Sistema de Dados do Brasil-ID, composto pelo Middleware e BackOffice mencionados acima são capazes de executar todas as funções relacionadas à operação de transponders seguros nos mesmos moldes do sistema em operação pela ARTESP para Meios de Pagamento (entre outras funcionalidades), está hoje completo e em operação para atender, inclusive, todas as agências públicas nacionais.
O Sistema de BackOffice que está sendo disponibilizado pelo CTI Renato Archer do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação, este BackOffice é atualmente capaz de suportar operações comparáveis ou maiores aquelas geridas pela ARTESP e ANTT nos sistemas de Meios de Pagamento em Rodovias em todo o Brasil, que somam mais de 500 milhões de transações e passagens anuais.
Este sistema do CTI Renato Archer do MCTIC é imediatamente capaz de integrar todos os processos associados ao ciclo de vida dos transponders de RFID e Operadores de Serviço em quaisquer aplicações, oferecendo interfaces para sistemas de informação públicos e privados que necessitem implantar operações baseadas em sistemas de RFID seguros, como está regulamentado no Brasil.
As soluções (módulos) que estão operacionais do Middleware e BackOffice para dar suporte às operações de serviços públicos e privados são as seguintes:
I. Entidade Gestora de Chaves de Segurança
a. IVC-e (ICMS12/2013)
b. LTC-e (ICMS12/2013)
c. Sistemas de Leitura de Dispositivos (SLDs)
d. Módulo Criptográfico
II. Soluções para Integração com
a. Sistemas da ARTESP
b. Sistemas da ANTT
c. Sistemas do DENATRAN
d. ONE (Operador Nacional do Estados)
e. OSAs e AMAPs (Operadores de Serviços Autorizados e Administradoras de Meios de Pagamento          para Arrecadação de Pedágios, respectivamente)
f. Integração com o Canal Verde Brasil
III. Sistemas de Gestão
a. Gestão de Fabricantes de Tags
b. Gestão de Fornecedores de Serviços Brasil-ID
c. Gestão de Transportadoras
IV. Sistema de Controle de Passagens
a. Veículos
b. Lacres (Leitores Fixos e Móveis)
V. Sistema de Fiscalização (Postos Fiscais físicos e/ou virtuais)
a. Veículos
b. Containers
c. Viagens
VI. Sistema de Monitoramento da Infraestrutura de Campo
a. Pontos de Leitura
b. Leitores RFID Fixos
c. Leitores RFID Móveis
d. Conexões de REDE
e. VPN

Observe-se que estas soluções existentes e operacionais hoje no CTI Renato Archer são capazes de assumir por completo as operações hoje existentes nos sistemas de dados da ARTESP e ANTT, por exemplo. É possível, assim, atuar como centro de processamento de dados para obtenção de informações estratégicas e geração de inteligência para apoio ao processo de tomada de decisões para todos os interessados, sejam eles públicos ou privados. Neste contexto, todos os demais órgãos de administração pública, segundo a necessidade presente ou futura, podem ser atendidos e/ou integrados através da estrutura já instalada

Sistema Brasil-ID possui Middleware e BackOffice capazes de atender hoje todas as demandas por
soluções de gestão de Chaves de Segurança e Processos associados aos Sistemas Nacionais

Tags e Sistemas de Leitura e Classificação

Através de um projeto de desenvolvimento apoiado pela Agência Financiadora de Estudos e Projetos, a FINEP e investimentos realizados por institutos e empresas nacionais, a aliança de instituições cooperadas1 oferece soluções na forma de produtos avançados e acabados que podem ser adquiridos pelas instituições públicas e privadas diretamente junto à Coordenação da Aliança Brasil-ID.

As soluções que estão prontas para dar suporte à implantação de infraestrutura piloto sobre os quais os serviços podem ser desenvolvidos são as seguintes:

I. Sistema de Leitura de Dispositivos (SLDs) que servem às aplicações do tipo
utilizadas pela ARTESP e ANTT, assim como previstas para o SINIAV, que
em conjunto atendem as demandas das Secretarias de Fazenda e RFB

II. Antenas de Leitura de Identificação por Radiofrequência para aplicações em
Rodovias, Identificação e Gravação de Lacres RFID e Leitura de Produtos
dentro de Operações Industriais e de Logísticas

III. Módulos Criptográficos para Guarda de Chaves nos SLDs e demais
dispositivos de leitura

IV. Sistemas de Classificação de Veículos (Eixos, Volume, Tipo e Placa)

V. Transponders Passivos de RFID baseados em Circuitos Integrados Semicondutores (CIs) únicos que operam sem auxílio de baterias na forma de etiquetas e que atendem todos os protocolos em utilização no território Brasileiro (G-Zero, PA/SJ5511, p63), incluindo ainda aqueles internacionais
como os definidos pelas ISO 18000-63 e ISO 29167-10 ou ainda Gen2V2

Tags da Aliança Brasil-ID: semicondutores já prontos encapsulados na forma de etiquetas prontas para
utilização em todos os sistemas nacionais baseados em RFID
FONTE: SITE BRASIL-ID www.brasil-id.org.b

Maiores informações: http://www.brasil-id.org.br/index.php/home/comunicados